segunda-feira, dezembro 19, 2011

tens a certeza, amor?



Tens a certeza,amor? Carregas nas palavras a segurança inerente a uma personalidade como a tua e dizes-me calmamente que não sentes o frio causado pela minha falta. Soletras com perfeição que a ausência assegurada pela nossa distância corpórea e emocional não afecta o teu coração e que os sentires morreram.
Tens a certeza, amor? Eu ainda vejo o mesmo brilho no olhar a contrariar os teus frios vocábulos. Sinto o calor nas nossas mãos como senti nas noites em que nos perdemos um no outro. Ainda, após este tempo todo, sinto o teu coração a palpitar quando os nossos corpos estão a menos de um quilómetro. A saudade é decerto fingidora e introduziu-se sorrateiramente em ti sem que te apercebesses. Agora que te confronto com estes sentimentos, analisa os teus afectos e pergunta a ti próprio se não guardas realmente saudade no teu olhar.
Tens a certeza, amor? É que eu ainda te amo nestas noites em que estou sozinha e a tua imagem espalha-se por todos os meus pensamentos. Por muito que te negue e prometa que te vou esquecer, a verdade é que ainda seria o teu nome o primeiro que eu escreveria dada a oportunidade mesmo que não o merecesses. Se algum dia tivesse que escolher quem quereria amar incondicionalmente e de forma mútua, serias ainda tu a acalentar-me todas as vontades, sem qualquer momento de hesitação a assombrar-me a memória.

[Tens a certeza? Eu tenho e sempre tive. Nunca duvides disso, meu amor.]

6 comentários:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

não tens que agradecer querida. eu gostei mesmo. amo cada texto teu!

Maria Francisca Almeida Gama disse...

amei o teu blog, como já te tinha dito!
vê o meu, escrevi coisas novas e mudei-o.
deixa-me a tua opinião, beijinhos, francisca
http://franciscagama.blogspot.com/

angie disse...

escreves tão bem, Vanessa!

leah disse...

oh, mil obrigadas *

cláu. disse...

está lindo .

inês disse...

que lindo! adorei