sábado, abril 16, 2016

Substituída.



Já não interessam as minhas tentativas, a verdade é que fui substítuida, sem dúvida alguma. As tuas confidências deixaram de alojar-se no canto esquerdo do meu peito e arranjaram uma nova morada que conheço tão bem! A triste realidade é que em todos aqueles anos que me senti importante enquanto ouvia os teus desabafos, não era nada além de alguém que seria sempre substituível. As longas horas em que me privava de sono e empurrava para longe de mim o cansaço e fatiga que tentavam adormecer-me, o ombro amigo que disponibilizava sempre que ele precisava de algum alento, os conselhos que estava sempre pronta a dar sem importar-me com o resto, poderiam ter vindo de qualquer outra pessoa sem que tu sentisses diferença. Com efeito, é ela que agora guarda as tuas palavras e oferece-te conforto, é a ela que entregas o teu coração e todos os teus medos e receios (dos quais eu tive que abrir mão). É a companhia dela que faz os teus olhos brilharem de desejo e o coração dela que procuras na solidão do teu. E eu que tudo o que sempre quis foi apenas fazer parte do teu mundo, (aquela a quem tu partes o coração com cada silêncio e cada ausência) não posso  fazer mais nada além de permanecer excluída, esquecida e substituída....

1 comentário:

- hé disse...

lindo, parabéns.