terça-feira, setembro 17, 2013




As palavras que habitualmente deixo fluir através do meu ser, encontram-se há algum tempo em repouso. As malandras têm estado desprovidas de essência e, dessa maneira, vazias de sentido que expressem o turbilão de emoções que contenho a cada segundo dentro de mim. Necessito reinventá-las, tenho a certeza; as mesmas estão cansadas de carregarem sempre o mesmo conteúdo para expressar sentires que se renovam constantemente em explosões que trago no meu interior. Devo, assim, deixá-las repousar mais alguns instantes para que não sejam somente montes de letras justapostas num suporte utilizado sem qualquer motivo , mas sim uma ventania de sabores repleta de sentidos...

2 comentários:

Joana Gonçalves disse...

que lindo, adorei*

Daniela disse...

Encontrei hoje o teu blog e acho que tens muito jeito para a escrita. Apenas uma pequena dica, acho que devias pôr a letra dos posts maior, porque ao fim de algum tempo cansa a vista.... :|

segui :)
-http://daniela-diariodeumaadolescente.blogspot.pt/
Beijinhos ^^