quarta-feira, dezembro 07, 2011

reciprocidade (equação).


Abraça-me este desígnio e permite que me perca em ti. Nunca deixei que o meu coração se inundasse de palavras bonitas e repletas de romantismo exacerbado, mas tu contrarias todas as minhas convicções e prendes-me a atenção. Nestes dias infindáveis de melancolia, apenas desejo afundar-me no teu olhar e explorar esse sorriso que a cada momento deslumbra-me mais e mais. Se me perguntassem o que me cativa em ti, duvido saber a resposta a uma questão tão complexa, mas o teu odor inebriante e o som da tua voz entranharam-se de tal forma sob a minha pele que quase respiro a tua essência. Desenho-te em cada café que ingiro, em cada coração desenhado no cremoso leite. A tua imagem está gravada na minha mente e eu luto agora contra o teu charme impregnado na minha alma. Não suportaria, de modo algum, uma desilusão nesta etapa da minha vida. Terminei agora mesmo de reconstruir o coração e um novo golpe, temo eu, seria fatal. Prometes cuidar dele com cuidado para que não se parta? Juras sorrir-lhe baixinho enquanto a minha ingenuidade corrompe-se por ti? E eu duvido, questiono-me, indago-me e suspiro mas nunca, jamais serei capaz de destruir esta ilusão interpelando-te sobre a reciprocidade desta equação. Não sou forte o suficiente e desmoronar-me-ia em retalhados pedaços por causa da rejeição.

10 comentários:

Anastasie disse...

simplesmente lindo, adoro tudo o que escreves. continua assim :)) um grande beijinho

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

está simplesmente LINDO!

Anastasie disse...

de nada linda, é mesmo verdade :)

mariana disse...

muito obrigada querida*

mariana disse...

muito obrigada querida*

maria. disse...

Lindo, amei. Que texto mesmo perfeito!

Andreia' disse...

Está tão lindo! *o* Adorei!

cláudia disse...

esta lindíssimo querida, e o teu coração merece algo assim saudável e amoroso (: *

s. disse...

obrigado, também vou seguir!

Saraaaa * disse...

está lindooo :)