segunda-feira, novembro 14, 2011

incoerências



Ao fim de apenas escassos minutos, uma ausência de palavras tuas é o que basta para que a  saudade  me envolva e se infiltre, sem a minha autorização, sob a minha pele. O tempo corre nas minhas veias e corroi-me uma vez mais o coração. Eu apenas precisava de uma sílaba, de um suspiro ou do leve aroma do teu ser para me sentir menos vazia, menos abandonada. Guardas cruelmente a tua existência longe de mim para que eu não consiga encontrar-te sempre que de ti necessite. O meu interior é uma zona de guerra constante, impedindo-me de descansar o exausto cerne. O coração suplica para que eu oiça as palavras dissimuladas que me entregas sempre que me sentes escapar por entre as mãos, enquanto a minha mente chicoteia o mesmo para que se cale e não me alimente a fome de ti com ideias descabidas. Eu peço demasiadas vezes que ambos emudeçam, mas nenhum cede ao meu sofrimento. No entanto, o que mais me dilacera os sentidos consiste no facto de os meus lamentos passarem despercebidos ao teu olhar. Esfumam-se demasiado depressa quando o vento sopra com esta intensidade. Estás demasiado absorto em outros sentires para ouvires a melodia da brisa fresca que sopra durante a madrugada. Dou por mim a forçar os sentimentos a tocar a distância, a fingir que não perdemos as nossas almas um no outro por causa do caminho tortuoso em que nos encontrámos e que não me esqueces, de modo algum, quando fazes silêncio. Eu só precisava de uma letra, de um olhar, de um indício disfarçado; de um descanso para as perguntas que gritam incoerências no sossego do crepúsculo. A saudade bate levemente no peito a relembrar que não estás a entrelaçar os dedos nos meus, encosta-se á minha cabeça e sussurra-me que me olvidaste. Eu finjo não acreditar na sua transparente maldade, mas a verdade, a verdade é que no fundo do meu ser a dúvida continua a mortificar, num rodopio excessivamente desgastante, o meu amor por ti.

8 comentários:

Sayuri Okamoto disse...

não há como escapar de uma amor, quando ele se mostra cada vez mais forte...

beijos, e me desculpe pela demora passar por aqui, mas saiba que sempre estarei presente no meu espaço, apenas estarei cuidando também de outros espaços agora, caso goste da minha nova pagina no facebook curta por favor neh

http://www.facebook.com/pages/Sonhadora-de-Sentimentos/283087021714824

autumn disse...

Um dom para a escrita, eu? O que eu escrevo ao pé disto, não é nada!
Está lindo, adorei. E vou seguir também, claro!

simple mind disse...

Muito obrigada, sigo-te. Adorei este cantinho!

- MartaRibeiro * disse...

GOSTEI MUITO !

claire disse...

fazes magia a escrever,é só o que digo:)

Anjo Selvagem disse...

Este teu post está simplesmente fantástico! Continua com esta maravilha de escrita :)
Beijos***

Angella Reis disse...

Lindo e profundo. Gostei bastante das tuas linhas. Te sigo! bjs

Vanessa Kiekeben disse...

Oh,obrigada <3 Vocês são simplesmente fantásticas :')