sábado, outubro 22, 2011

palavras desprovidas de sentido.


Enche-me o coração com frases bonitas. Abraça-me esta noite com a consciência que não haverá outro momento como este. Senta-te a meu lado e diz-me que vais ficar. São palavras de conforto que preciso quando já nada parece importar. Tenho frio e sei que meia dúzia de acordes seriam suficientes para me fazer mudar. No outro lado, o céu é mais azul e as palavras têm outro sentido. Já sinto saudades e ainda não parti de mim. Eu não queria que as coisas terminassem assim, mas já é tarde e tu ainda não pensaste no que me queres dizer. Não posso ser eu a plantar ideias na tua mente para depois as retornares. O retinir do meu coração indica que quaisquer palavras seriam desprovidas de sentido e, sendo assim, não vale a pena continuar á espera. Suplicas que aguarde, que só eu dou vida ao teu segredo. Pedes-me para relembrar os poucos momentos em que me fizeste sentir importante. Eu apenas consigo recordar o quanto me sentia pequenina nos teus abraços e o quanto me magoavas quando a madrugada fugia de nós...

[As palavras chegam demasiado tarde quando as acções sempre estiveram ausentes.]

7 comentários:

Juliana Matos. disse...

Palavras lindas
ah esses abraços quentinhos
bons neh!?
Beijos querida
Ju

Vanessa Kiekeben disse...

abraços são sempre bons e reconfortantes :D
Obrigada pelo carinho. Beijos

inês disse...

muito obrigada, vanessa!

Saara disse...

muito obrigada *.*
tambem sigo (:

Lara Carrasco disse...

Olá :) estou a seguir o teu blog. O meu blog está a começar do zero, no outro tinha mais de 200 seguidores e como não vou recupela-los todos peço-te a ti para, se gostares seguires :) beijinhos*

Vanessa Kiekeben disse...

obrigada Sara :)
Lara, sigo com todo o gosto :P Obrigada :)

Dário Rodrigues disse...

É muito bom vir aqui e devorar tudo o que escreves...