quinta-feira, julho 20, 2006

Adeus meu amor...


E eu sabia do nosso fim antes do nosso principio... Porque há factos que por mais que tentemos contornar, não conseguimos, estão traçados no nosso destino.
E dir-te-ei adeus se (quando) necessário. E quando partires, quero que te lembres de mim. Leva-me na tua memoria e lembra-te de tudo aquilo que fomos e não podemos mais ser...
Porque algo nos impede, porque a nossa amizade estava condenada desde o inicio...
Sinto-me tão vazia de ti.Será que te desapontei, desiludi-te quando te amei, quando te quis?
Tentei agarrar a tua alma e guiá-la mas ela fugiu-me. Aliás, roubaram-ma. E não posso jamais recuperar aquilo que me roubaram. Não consigo... Nem sei se tu queres.
Foste o meu grande amor. Ainda acredito ser possivel agarrar a tua mao com a minha enquanto dormes e perdermo-nos nos sonhos um do outro...Mas nesses sonhos agora só encontro medo, panico e escuridão.
Queria poder te ajudar, mas eu sou a tua morte. Eu dito a tua sentença. Sou para ti veneno mortal, numa morte lenta e dolorosa...
E não consigo mais chorar, a dor é demasiado intensa para exprimi-la em palavras, em mensagens, em blogs que me ouvem... Mas não basta!
E morri naquele dia...
Peço-te um ultimo favor... Tu que tambem foste responsavel pela minha morte, joga minhas cinzas ao mar, num lugar ventoso para que alem dos meus restos, o vento leve também as minhas mágoas...

2 comentários:

Anónimo disse...

I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
»

Anónimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»