terça-feira, dezembro 04, 2012




Desconcerta-me pressentir este amor e saber que o mesmo está a matar-me lenta e pausadamente.

1 comentário:

cláudia disse...

espero que tudo se componha querida. força*