quarta-feira, janeiro 25, 2012


Costumava sonhar contigo com bastante frequência - sonhos vívidos, repletos de cores quentes, com histórias bem delineadas. Nestes sonhos, tu procuravas desesperadamente por mim. Estávamos perdidos numa espécie de labirinto, tu tentavas alcançar-me e quase conseguias. " Só mais um passo, eu estou aqui mesmo!" - eu queria gritar estas trémulas palavras e, enredada na transparente esperança de que poderias encontrar-me e aconchegar-me nos teus abraços, acreditaria que os meus pesadelos chegariam finalmente a um término e tudo voltaria a ser como era no ínicio. Antes de tudo o que nos aconteceu. Mas eu nunca consegui elaborar esse grito. Tu continuaste num ciclo repetitido em que te perdias na escuridão, passaste pelo meu ser sem te aperceberes da minha presença nas trevas e desapareceste. Sempre foi assim.

4 comentários:

Beatriz disse...

Adorei

catarina disse...

Está lindo, como todos os outros. *

nikki disse...

gostei muito (:

joana'c disse...

as tuas palavras são fortes e marcantes. gsoto e sigo :3