sábado, dezembro 03, 2011


Esquenta-me mais um dia de calor, por favor. Sinto uma recaída a atacar-me o lado esquerdo do peito e o mesmo a enregelar novamente. Abraça-me as palavras nesta noite fria visto que não consegues ser tu a aquecer-me o interior nu e violado. Prometeste um dia nunca sair de mim ou da minha vida, no entanto, assim que desviei o olhar, esfumaste-te sem aviso, deixando-me envolvida em tristeza e saudade. Dizias não entender a minha maneira de ser e de sentir. E eu pergunto-te: alguma vez tentaste?

3 comentários: