sábado, novembro 26, 2011

Relutantemente


E eu perdoo cada mentira, cada traição, cada ausência tua. Quando a vulnerabilidade a que a saudade me expõe rouba-me as forças eu recorro, relutantemente, ás palavras que me entregaste no passado. Não o permito por gostar de ti, faço-o porque o amor desmedido que sinto obriga-me a descansar a desilusão e fechar os olhos á mágoa...

9 comentários:

α ♥ disse...

não apareces nos meus seguidores :c

Raqs disse...

Obrigada querida :)
Gostei imenso e sigo também*

paulamaria disse...

tão verdade!

α ♥ disse...

sim, agora já apareces :)

words. disse...

obrigado, tu tambem tens que ter muita força, sabes disso :)
sigo tambem.

Leonor disse...

adorei o blog :)
sigo-te *

- MartaRibeiro * disse...

gosto muito ,
força :\

Anastasie disse...

adoro tudo o que escreves, escreves com sinceridade e clareza :)

joanaf disse...

obg linda, adorei!