quinta-feira, julho 27, 2006

Lágrimas emprestadas


Perco-te pouco a pouco. Amo-te demasiado mas mesmo assim não é suficiente. Queria que um abraco chegasse. Uma palavra de consolo. A minha entrega total, de alma e coração. Mas é sempre pouco.
Perco-te aos poucos. Como graõs de areia que se esvaem por entre os dedos sem eu conseguir evitar. Preferes outros abracos, outros beijos, outras entregas...
Procuras agora refúgio nos bracos de pessoas com quem não posso competir de modo algum.
Já não confias em mim? Não consegues chorar no meu ombro? Perdi o direito de te limpar as lágrimas e não sei bem porquê...
Eu só queria ser a tua melhor amiga por mais um tempo. Para o bem e para o mal...
Amar-te-ei eternamente...

4 comentários:

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

Anónimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»