quinta-feira, abril 19, 2012




Trocámos apenas uma mão cheia de suspiros e sentimentos numa repetida noite fria. De repente, relembrei avidamente o quanto me fazias feliz. Aqueces-me a alma e eu quase tinha esquecido como é fantástica esta sensação arrepiante. Voltaste a arrancar-me sorrisos e palavras simples e doces e eu não consigo evitar sentir-me assim sempre que, irreflectidamente, entras na minha vida.