sábado, novembro 20, 2010

I'd take care of you.


" Tu sabias. Aquele livro que deixaste na caixa do correio a sussurrar segredos tardios debaixo da almofada. Assim: eu sempre te esperei fora do tempo; eu sempre te encontrei fora de mim. Um outro - originalmente embrulhado - a pedir-me tréguas antes mesmo de calcarmos os mapas do mundo. Entretanto, o meu coração a saltar descompassado sem saber o que fazer à vida. Não é mais um calendário de improváveis mas, ainda assim, suplica cuidados. E agora? Talvez seja - afinal - tempo de um amor que não nos possa morrer."

Sem comentários: