terça-feira, julho 18, 2006

Gritos mudos da minha consciência


Este som entoa dentro de mim...quer espicaçar-me até eu cair no chão e gritar por socorro. Não sei que posso fazer, não sei como livrar-me deste murmúrio que me arruína os pensamentos. Bate, bate forte, percorre todo o meu corpo. Entranha-se nas minhas veias e une-se ao meu sangue, ao meu impuro sangue. Pego numa faca, tento fazer um golpe algures na minha pele, não sei onde, não tenho coragem, não consigo fazê-lo. Estou impotente perante mim mesma. Preciso que o meu sangue escorra e deixe sair este som venenoso que me invadiu e me tortura. Pouso a faca no chão, olho para ela de relance, não lhe toco, não me mexo, fico imóvel sem pensar, completamente vazia. Sinto esta dor que perfura as minhas entranhas, todo o meu eu, canto por canto. É insuportável, não aguento mais, estou sem forças, sem reacção, não consigo mover-me. Não grito, abro os olhos e vejo-me...um ser miserável, triste figura. Quero viver? Não sei, acho que não, mas também não consigo matar-me, não sou suficientemente corajosa para o fazer. Olho de novo a faca que me sorri, pego nela e espontaneamente rasgo a carne do meu braço, sem emitir um único ruído. Abro os olhos e finalmente largo aquele grito de libertação. Estou horrivelmente ensanguentada, mas sinto-me maravilhosamente reconfortada o que acabei de fazer. Livrei-me, livrei-me de ti, maldito som que há tanto me punias sem piedade alguma. Só te peço que não voltes. Deixa-me ser repugnável, um ser ignorante, mas não voltes. Não aguentarei, de novo, ter-te dentro de mim. Não consigo mais ouvir aquilo que me disseste. Sei que estou errada, mas não consigo pegar em ti e transformar-te num amigo. Lamento, mas continuo impotente com a minhas próprias atitudes. Talvez, um dia, quando voltares com mais força e mais vontade eu consiga fazer o que me pedes e matar-me, finalmente.

4 comentários:

Anónimo disse...

Greets to the webmaster of this wonderful site. Keep working. Thank you.
»

Anónimo disse...

I find some information here.

Anónimo disse...

Really amazing! Useful information. All the best.
»

Anónimo disse...

Greets to the webmaster of this wonderful site! Keep up the good work. Thanks.
»