segunda-feira, maio 15, 2006

Nostalgia


Abracei-me a ti. Abracei-me tanto que não sei que perdi o encanto de ti. Perdi-o com quem perde um botão de uma camisa que aperta o coração. Insanidades. Loucuras. Miserável...
Olhei demais para aquela janela. Olhei e o encanto demorou-se na voz de mil tormentos. Era tão quente... tão quente que insinuava amor. Revelava e escrevia. Adulterava. Adulterava a poeira mágica do quarto. Aquele quarto nosso, só nosso.
Oh amor, ajuda-me a esperá-lo. Fazes-me falta, tudo é tão relativo! Tudo sobra de alguém , e ele sobrava sem dúvida de mim...
Ajuda-me a quereres sentir aquela coisa que ficou pregada no vidro e demorado nas nuvens. Ali naquelas nuvens.
Em nostalgia...

4 comentários:

Anónimo disse...

Interesting site. Useful information. Bookmarked.
»

Anónimo disse...

Nice colors. Keep up the good work. thnx!
»

Anónimo disse...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»

Anónimo disse...

I find some information here.